Liberdade de imprensa – Jornalista americano é deportado após ser libertado na Venezuela

O jornalista americano Cody Weddle retorna hoje aos Estados Unidos. De acordo com o Sindicato Nacional de Trabajadores de la Prensa (SNTP), ele será deportado ao meio-dia. Na quarta-feira (6), ele foi preso por militares do governo venezuelano, em Caracas, onde trabalhava como jornalista freelancer para diversas publicações, inclusive o Miami Herald.

Weddle foi detido pouco depois de fazer a cobertura do retorno do autoproclamado presidente Juan Guaidó ao país. Além do jornalista, os militares detiveram seu auxiliar, o venezuelano Carlos Camacho. Os dois foram libertados no fim do dia. 

Os equipamentos de trabalho do americano foram apreendidos durante a ação. Os dois ficaram presos durante quase seis horas e foram interrogados. 

detenção de jornalistas tem se tornado uma rotina no governo do presidente Nicolás Maduro, que ontem expulsou o embaixador alemão, Daniel Kriener, depois que esse foi ao aeroporto recepcionar Guaidó. O governo venezuelano alegou “recorrentes atos de ingerência em assuntos internos do país”. 

SINDCOM IMPRENSA / Informações de: Portal Imprensa.

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *