Jornalista esportivo é condenado à prisão por crime contra honra.


Por: Aloísio Coutinho. Fonte: Portal imprensa

O TJ-SP decretou, em segunda instância, a prisão do jornalista Paulo Cezar de Andrade, editor do Blog do Paulinho, por  crime contra a honra, uma tipificação jurídica que engloba a calúnia, a injúria e a difamação por conta da reportagem “Paulo Garcia (Kalunga), que ajudou André Sanches (PT), entra na campanha de André Negão (PDT)”, publicada em 2016. 

A reportagem revela que Garcia financiou a campanha de André Negão, à época vice-presidente do Corinthians e candidato a vereador, por meio de manobra contábil. Segundo a reportagem, a Spiral, indústria gráfica do Grupo Kalunga, foi responsável por 66,5% das despesas de Negão na campanha eleitoral. Na decisão em primeira instância, a juíza considerou que as recorrentes publicações de Paulinho sobre Garcia configuravam perseguição.

A pena inicial, de sete meses e sete dias em regime semiaberto, foi reduzida para três meses. A defesa de Paulinho aguarda a publicação da sentença para saber se o jornalista cumprirá pena no regime aberto ou semiaberto. Ela poderá, nos próximos dias, a embargar a decisão do TJ-SP, tentar um habeas corpus na tentativa de evitar a prisão.

“Se for confirmada a execução, apesar de nitidamente injustiçados, cumprirei  a sentença. É inadmissível que jornalistas sejam presos por emitir opiniões e, como neste caso, revelar verdades que os poderosos fazem o Diabo para esconder”, escreveu Paulinho em seu blog.


Por: Aloísio Coutinho. Fonte: Portal imprensa

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *